GERENTE

EXPERT

Imagem

Porque Os Funcionários Não Gostam De Falar

Qualquer pessoa tem o desejo de expressar suas opiniões com o objetivo de dar a sua contribuição para que o resultado de um determinado processo possa dar melhores resultados. Segundo dados da Discovery Surveys, apenas 48% dos funcionários se sentem seguros para expressar as suas próprias opiniões. 

Isto é muito prejudicial tanto para a empresa como para seus colaboradores. Para as empresas significa não receber feedback sobre a qualidade da gestão do negócio, melhorias e segurança do processo, oportunidades de redução de custos, tempo perdido com reuniões improdutivas, problemas de relacionamentos internos e com clientes, desmotivação e falta de inspiração porque a equipe não se sente engajada no propósito do negócio. 

Os motivos porque os colaboradores não se expressam suas opiniões são os mais variados, porém os mais importantes são: 

Dificuldades de Comunicação: A falta de clareza do proposito e valores da empresa e de uma integração adequada, leva muitos funcionários a ficar em sua zona de conforto do que dar a sua opinião e prejudicar a própria imagem.
 
Insegurança: Como existem ainda muito chefes no comando das empresas, os funcionários se sentem ameaçados e preferem ficarem calados. Esta situação é mais grave em períodos de crises onde o índice de demissão é muito elevado. 

Os chefes portas fechadas: São aqueles que não dão ouvido as opiniões de seus subordinados, porque então deveriam expressar suas opiniões? 

Medo de ser repreendido: Os funcionários querem distância dos chefes ameaçadores, aqueles que só gostam de receber aqueles pessoas que dizem o que ele quer ouvir, quando acontece o contrário faz ameaças e através de sua fisiologia afasta aqueles que lhe poderiam ajudar. 

Ambiente de Indiferença: Muitos colaboradores se sentem como uma gota de água em um copo, impossibilitado de expressar a sua opinião. 

Algumas mudanças de hábitos serão muito úteis e proporcionarão uma relação empresa x funcionários muito mais transparente, efetiva e motivadora: 

1. Desenvolver um Ambiente Receptivo: Os líderes devem criar um ambiente onde todos os seus liderados possam expressar suas opiniões e ideias. Ao mesmo tempo deve estar preparado para ouvir críticas sem ser reativos a elas e nunca deixar de agradecer as pessoas por suas sugestões. 

2. Escutar Ativamente: Escutar é uma das principais habilidades que um líder precisa desenvolver. Jamais descarte de forma automática qualquer sugestão de seus liderados. Se não entender pergunte novamente até que fica claro o que o colaborador quer dizer. Escute de forma ativa, ou seja, mantenha contato visual e fique focado na conversa sem fazer pre- julgamentos. Faça perguntas abertas como como “Você poderá me explicar melhor sobre este assunto” e procure repetir o que a outra pessoas acabou de dizer, isto vai motiva-la a continuar falando.

3. Dar Feedback Construtivo: Dar feedback é outra excelente ferramenta do líder para motivar, engajar e desenvolver habilidades em seus liderados. Quando seus funcionários apresentarem suas sugestões ou críticas, faça todas as considerações possíveis e manifeste o seu interesse em analisar as ponderações e dar lhe um retorno de preferência com uma data definida. No final não se esqueça de agradecer de forma sincera, isto vai energizar positivamente todo ambiente de trabalho. 

As organizações e colaboradores perdem muito quando as comunicação não flui de forma adequada. Desenvolver um clima seguro e de respeito para que as pessoas possam expressar suas ideias e opiniões e a empresa deixar claro seu propósito, valores e objetivos possibilitará as pessoas se sentirem parte do negócio, se sentirão motivadas e inspiradas a trazer grandes resultados para o negócio.
João da Silva
Paulo Roberto Andreotti
Paulo Andreotti é especialista em Liderança e Gestão, é o idealizador da Semana do Gerente Expert, fundador do Programa Gerente Expert e do Curso Online Equipes de Excelência.

Nos últimos anos, ele vem ajudando Gerentes e Líderes a aumentarem em até 80% suas remunerações mensais em 12 semanas ou menos, superarem metas todos os meses de forma consistente e se tornarem profissionais reconhecidos e admirados.

Após atuar como executivo em uma grande multinacional por mais de 12 anos, alcançar resultados incríveis com suas equipes (incluindo a realização com sucesso de mais de 80 projetos em apenas 11 meses atuando fora do Brasil) e ter um dos maiores salários da empresa, decidiu ajudar gerentes a alcançarem resultados parecidos.
Feito com